8 benefícios do chocolate amargo

Além de saboroso, ele faz bem à saúde e pode ajudar a perder peso, entenda.

Exame_blog_Chocolate amargo

Se você é apaixonado por chocolate, temos uma boa notícia. O doce mais amado pela maior parte das pessoas pode ser inserido sem culpa na dieta, com uma condição: deve ser do tipo amargo, feito com grãos de cacau torrados, pouco açúcar e nada de leite. Quanto maior a concentração de cacau, menor o teor de açúcar do alimento e, portanto, maiores são seus benefícios.

O chocolate amargo é fonte de magnésio, cobre, ferro e manganês. Potássio, zinco e selênio também estão presentes, além de propriedades antioxidantes, que ajudam a acelerar o metabolismo e diminuir a resistência à insulina. Além disso, o chocolate amargo pode proporcionar uma sensação de bem-estar, ajuda a controlar a pressão, e estabiliza o colesterol e glicose.

Os tipos de chocolate amargo mais comuns são os de 60 e 70%, mas atualmente já é possível encontrar barras de chocolate amargo com até 99% de cacau em sua composição. Que tal trocar o chocolate ao leite por essa saborosa versão, repleta de benefícios?

Veja todos os benefícios no infográfico abaixo:

Qualidade comprovada: orgulho para o Exame. Confiança para você.

Conheça as acreditações do Laboratório Exame, quais são os critérios de avaliação e seus benefícios.

DASA-2167A-IMAGEM-BLOG-V01

As acreditações são selos de qualidade em escala internacional, comprovando a confiança de laboratórios, clínicas ou hospitais. Elas não são obrigatórias por lei, a Organização Mundial da Saúde ainda está em processo de fazer valer essa exigência. Mesmo assim, o Laboratório Exame procurou voluntariamente os mais rigorosos certificados de qualidade.

“Desde 2007, temos os selos do Programa de Excelência para Laboratórios Médicos (Pelm) e, desde 2009, do Programa de Acreditação da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (Palc)”, conta a Dra. Tatiana Veloso, diretora-médica do Exame. Eles são os órgãos de maior credibilidade nas avaliações dos laboratórios.

Como é feita a avaliação?

A Dra. Tatiana explica que cada órgão tem seus critérios, e dentro deles, são avaliados vários quesitos. O Pelm, por exemplo, compara laboratórios da América Latina, através de análises quantitativas e qualitativas. Já o Palc avalia a instituição como um todo, garantindo que todo o processo esteja dentro dos padrões exigidos. “As verificações vão do extintor de incêndio até uma questão analítica de um exame específico”, revela a médica.

E para os pacientes, qual é o benefício?

O laboratório que recebe as certificações pode se orgulhar de seus serviços, garantindo muito mais segurança e qualidade a seus clientes. “O Exame passou bem por todos os processos de acreditações. Nunca recebemos um ‘nãoconformidade’. De qualquer forma, como estamos sempre preocupados com a manutenção da qualidade, pensamos em melhorar cada vez mais em todos os setores. O foco é que o cliente tenha resultados cada vez mais confiáveis e fidedignos”, finaliza a especialista.