Pioneiro, Exame disponibiliza equipamento que facilita a coleta de exames de sangue

Accuvein ilumina a pele e localiza as melhores veias para a agulha

exame_blog

Desde 2013 as unidades Exame contam com o equipamento que ajuda muito na coleta dos exames de sangue. É o Accuvein, um aparelho de alta tecnologia que utiliza raios infravermelhos para revelar as veias debaixo da pele.

Os maiores beneficiados com esta novidade são as crianças, idosos, obesos e pacientes em tratamento quimioterápico, pois eles costumam ter mais problemas na hora de tirar sangue – as veias são mais frágeis ou ficam mais escondidas. No entanto, as demais pessoas também não correrão mais riscos de precisar passar pelas picadas uma ou duas vezes antes de acertar a veia certa, o que diminui bastante a ansiedade de quem vai passar por exames complexos.

Com o Accuvein, o paciente tem mais conforto e tranquilidade no seu exame de sangue. Outro ponto positivo é que o equipamento é portátil, ideal para fazer coletas domiciliares, e pode ser usado tanto em ambientes claros quanto com pouca luz.

É possível determinar o sexo do bebê?

Saiba se truques realmente funcionam na definição do sexo do bebê

exame_blog

Muitas mulheres quando decidem tentar engravidar utilizam alguns métodos para ajudar na definição do sexo do bebê. Fora a reprodução assistida, não há outro método eficaz para conseguir engravidar de um bebê com o sexo desejado, e mesmo nesses casos, há uma avaliação ética quanto à necessidade do procedimento.

Entretanto, segundo alguns estudos, há alguns momentos durante a fase fértil que podem aumentar as chances tanto de ter um menino, quanto uma menina. Para quem quer um bebê do sexo masculino recomenda-se manter relações sexuais durante o período fértil.  Se o desejo for por uma menina, ele tem mais chances de ser realizado se as relações acontecerem depois do dia fértil.

Sabe-se que os espermatozoides que carregam o gene Y, portanto, os que dariam origem a um filho do sexo masculino, são mais leves e mais rápidos do que os que carregam o cromossomo X, que dão origem a meninas. Mas, apesar de serem mais rápidos, os espermatozoides Y também são menos longevos, por isso têm mais chances de alcançar o óvulo durante o período fértil.

Para quem já tem um menino, ou uma menina, as chances de ter uma criança do sexo oposto são as mesmas de ter uma com o mesmo sexo. É comum que as pessoas acreditem que determinada pessoa que tem dois meninos, por exemplo, tenha uma tendência a só ter filhos desse sexo. Mas isso também não é verdade, pois as chances se refazem a cada gestação.

As técnicas de reprodução assistida, como a inseminação, podem aumentar as chances de vir um filho de determinado sexo. Mas por questões éticas, elas são recomendadas apenas para casais com dificuldade para engravidar ou histórico de doença que acometa membros de algum dos sexos no histórico familiar (herança genética ligada aos cromossomos sexuais).

Não basta ser magro. É preciso ser saudável

O preparador físico Marcio Atalla fala sobre alimentação, mudança de estilo de vida e a importância da movimentação.

exame_blog

Na era da informação não há desculpa para dizer que não se sabe da importância do movimento para a melhora da qualidade de vida. “Se eu tenho tanta informação – e hoje em dia o que mais se tem é informação –, por que não cuido da saúde?” Foi essa a pergunta que impulsionou a produção do documentário Naquela Época e Hoje, idealizado pelo preparador físico Marcio Atalla. Com a ajuda de especialistas, Marcio visa incentivar a mudança na vida de cada espectador. A ideia é que as pessoas percebam que nosso corpo só vai funcionar bem com movimento, que o ambiente em que se vive determina o estilo de vida, e incentivá-las a fugir das dietas milagrosas e alimentos mágicos. Para isso, Marcio buscou comprovação científica e ouviu a opinião dos maiores nomes da medicina. “Uma pessoa que nasceu na década de 1950 tinha outro estilo de vida, com muito movimento. Essa pessoa não precisava ir para uma academia. Esse movimento já era do dia a dia. O que eu quis mostrar é que ao mudar o meio ambiente você muda também o estilo de vida. E ele é responsável pela saúde”, diz. atalla_infog

O PESO DA ALIMENTAÇÃO

A alimentação representa apenas 30% na mudança de hábitos, mas inverter a equação parece simples: é mais fácil deixar de comer certos alimentos do que incluir o movimento na rotina. “É um engano. Dietas radicais e por tempo limitado são as responsáveis pelo efeito sanfona, que faz você engordar e emagrecer, engordar e emagrecer. E isso é tão prejudicial para o corpo quanto a própria obesidade”, afirma Marcio. Se a alimentação tem um papel tão importante hoje, é porque as pessoas não se movimentam o suficiente e não buscam entender o funcionamento do corpo. “Não dá para pensar ‘eu vou me alimentar bem menos porque eu não vou me movimentar’. O ‘não se movimentar’ leva às doenças crônicas.” Não basta estar magro, é preciso estar saudável. —- Essa matéria foi originalmente publicada na nossa Revista Exame Laboratório e Imagem, no.1.