Sete passos para começar a praticar atividades físicas

Leve os exercícios físicos para o dia a dia, ganhe em bem estar e qualidade de vida

Exame_2701_b

Nunca é tarde para adotar uma rotina saudável de exercícios. As razões podem variar: perder peso, fortalecer a saúde ou deixar a tristeza de lado. Os benefícios são muitos: viver mais e melhor e diminuir até 54% do risco de morte por problemas cardíacos, segundo o Ministério da Saúde. Ainda ajuda a emagrecer e se livrar do estresse. A prática de exercícios físicos também induz a produção de endorfinas, que ajudam a combater a depressão.

Mesmo para fazer uma simples caminhada diária, é importante passar por uma avaliação médica indicada para a prática esportiva. Devem ser feitos exames cardiológicos específicos e simples, como testes ergométricos e eletrocardiograma, além de exames no sangue para checar as taxas de colesterol e glicemia.

Veja os primeiros passos para quem está começando a praticar atividades físicas:

1. Saúde em dia: É importante ter uma avaliação física completa para fazer uma escolha de acordo com suas necessidades e condicionamento físico.

2. Roupa perfeita: Use roupas leves e tênis confortáveis.

3. Corpo preparado: Inicie sempre com alongamentos para preparar músculos e articulações. Faça os exercícios principais por 30 minutos e finalize com os alongamentos iniciais. Não faça exercícios em jejum. Prefira alimentos leves, como frutas, cereais e sucos até 1h antes de iniciar os exercícios.

4. Hidratação: Hidrate-se antes, durante e depois dos exercícios. Beba meio litro de água nos intervalos de descanso e até um litro nas próximas horas depois do treino.

5. Sem pressa: Vá com calma. As primeiras aulas, mesmo sem resultados aparentes, são importantíssimas para adaptação e fortalecimento dos músculos e articulações, evitando lesões.

6. Fuga da rotina: Para potencializar os resultados, varie o treinamento.

7. Um passo por vez: Aumente a intensidade de seus exercícios gradualmente e siga as orientações de seu médico e de seu professor.

Você tem dúvidas sobre o exame de sangue?

Veja sete dicas para realizar o teste

Exame_2001

Na hora em que o médico prescreve um exame de sangue, bate logo o desânimo só de pensar no incômodo jejum. Mas não precisa ser assim. O teste mais solicitado pelos médicos, o hemograma, por exemplo, não requer nem um minuto de abstinência.

A diretora-médica e patologista clínica do laboratório Exame, Adília Segura destaca: “é importante lembrar que o jejum não é necessário para muitos exames. Alguns podem até necessitar de uma dieta especial, mas o que vai determinar essa prática será o método de realização, por isso é muito fundamental se informar antes”.

1 – Quando é necessário fazer jejum?

Geralmente, o jejum é indicado para os exames que podem gerar resultados diferentes se relacionados com a alimentação, como glicose e triglicerídeos. A necessidade ou não de jejum também vai depender de como o exame foi solicitado pelo médico. Para o exame de colesterol, por exemplo, não há interferência de uma alimentação como o café da manhã.

2 –  Criança não precisa ficar sem comer

Outra regra importante é que para crianças de até seis anos, dispensam-se longos períodos de jejum. A coleta é realizada o mais próximo possível da alimentação seguinte.

3 – Colha seu sangue alimentado!

Exames mais comuns que não necessitam de jejum: hemograma; tipagem sanguínea; beta HCG (teste de gravidez); plaquetas; PSA (antígeno prostático específico); hepatite (todos os tipos); exames para avaliação da função da tireoide; sorologias para rubéola e toxoplasmose; ureia; creatinina; magnésio; cálcio; potássio; sódio;  bilirrubina e anti-HIV, entre outros.

4 – Pela manhã

A maioria dos exames não precisa ser realizada somente no período da manhã, já que muitos testes dispensam o jejum completamente ou necessitam de poucas horas de abstinência. Alguns outros, embora liberados do jejum, precisam ser feitos em horários específicos. É o caso da dosagem de ferro e dos hormônios ACTH, cortisol e CTx. Isso porque há substâncias que sofrem variação ao longo do dia e atingem o nível máximo pela manhã. A recomendação para esse tipo de exame é específica para cada um deles.

5 – Jejum e alterações fisiológicas

Aos poucos, as reservas de glicose, rapidamente disponíveis no corpo, vão se esgotando, e outras fontes de energia, como proteínas e gorduras, passam a ser utilizadas para que o organismo se mantenha. Quanto mais longo for o jejum, mais gordura e proteínas são consumidas. Por isso, para alguns exames relacionados ao metabolismo de elementos, como glicose e gorduras, há definições de tempo de jejum, pois o valor de referência do exame foi padronizado com esse tempo.

6 – Bebidas alcoólicas e tabaco

Um cuidado extra deve ser tomado com a ingestão de bebidas alcoólicas e o uso tabaco. Alguns testes exigem abstinência por períodos específicos dessas substâncias.

7- Quando essas regras não se aplicam?

Sempre que o médico orientar um procedimento diferente do padronizado. Em casos especiais, é importante para o diagnóstico ou o acompanhamento do paciente que algum exame  seja realizado fora desses padrões.

Exames ajudam a garantir uma gestação saudável

Eles são fundamentais para assegurar a saúde da futura mamãe e do bebê

Exame_1301_blog

Aos primeiros sinais de gravidez, como enjoo, tontura e apetite exagerado, a mulher já inicia a rotina de exames. O primeiro deles é o famoso teste de gravidez. Mas qual é o ideal? Teste de farmácia ou o Beta HCG? Ambos são confiáveis, contudo, o mais preciso é de fato o exame de sangue (Beta HCG).

“O teste de sangue, Beta HCG, é o mais sensível, detectando com mais rapidez a gestação. Já o de urina leva um tempo maior, cerca de uma semana a mais do que o de sangue, para confirmar a gravidez”, explica Dr. Jurandir Passos, ginecologista e obstetra do Exame Laboratório e Imagem.

Às futuras mamães, esse é só o começo. Durante a gestação são solicitados inúmeros exames de análises clínicas e de imagem. Tudo isso para assegurar a saúde da mãe e do bebê. “Hemograma, tipagem sanguínea, sorologia para Lues (sífilis) e HIV, e exame de urina são exames indispensáveis para gestantes”, enumera Dr. Jurandir.

Já o primeiro exame de imagem é a ultrassonografia, que deve ser realizada entre a 8ª e a 10ª semana de gestação, para avaliar a localização, a quantidade de embriões, o tempo de gravidez e se há riscos de aborto. Outras avaliações podem ser prescritas. Tudo vai depender se a mãe tem ou não alguma doença associada, como problemas de tireoide, pressão alta, diabetes, entre outras.

Dr. Jurandir reforça que as grávidas devem ter muita atenção à saúde, não deixando de realizar nenhum teste indicado pelo médico. “Os exames são fundamentais para garantir a saúde da mãe e do feto. Com eles, é possível fazer diagnósticos precoces de várias doenças e, muitas vezes, iniciar o tratamento delas ainda na gestação”.

O médico lembra que as mamães mais ansiosas não precisam esperar até o quarto mês de gestação para saber o sexo do bebê. “O exame de sexagem fetal, feito por meio de uma amostra de sangue da mãe, permite saber se o feto é menina ou menino já na oitava semana de gravidez”, completa.

Contudo, este exame não serve apenas para ajudar os pais na hora de escolher o enxoval e a cor do quarto da criança. “A sexagem fetal é importante, também, na descoberta de algumas doenças e alterações genéticas, que só seriam diagnosticadas na puberdade”, conclui o especialista.

Como organizar a rotina no começo do ano?

Algumas dicas simples podem te ajudar a administrar seu dia a dia

shutterstock_158576756

No começo do ano, traçamos metas e estabelecemos objetivos a serem cumpridos. Porém, deixar a rotina em ordem é um dos primeiros passos para começar a tirar seus projetos do papel. São tantas atividades em nossas rotinas envolvendo carreira, família, saúde e outros aspectos, fica estabelecer um equilíbrio entre tudo sem organização.

Com pequenas mudanças de hábito, podemos começar a colocar mais ordem e tranquilidade em nossas vidas. Veja algumas dicas abaixo:

Inclua a família na organização da agenda. Assim como seu chefe e seus colegas de trabalho, eles não querem ser surpreendidos com uma ausência inesperada ou mudança de planos. Converse com eles antes de assumir compromissos que terão impacto na vida de todos.

Evite enviar e-mails profissionais fora do período de trabalho. Saiba separar a vida profissional da vida pessoal.

Descanse. Relaxar é importante para estimular a criatividade e encontrar soluções. Durante a noite, durma em média oito horas.

Substitua grandes promessas por metas menores. Elas podem se concretizar mais facilmente e ajudar a manter sua motivação.

Dê prioridade a sua saúde e seu bem-estar. Adotando uma rotina saudável você terá disposição e saúde para realizar outras tarefas. Faça exames preventivos regularmente, tenha uma alimentação balanceada e não deixe de praticar atividades físicas com frequência.